Reestruturação financeira: como o BPO pode ajudar replanejar as finanças

reestruturacao-financeira-como-o-BPO-pode-ajudar

Toda e qualquer empresa enfrenta, ao longo da sua jornada, diversas dificuldades. As mais comuns, inclusive, são aquelas relacionadas com o seu setor financeiro. Nestes casos, a reestruturação financeira surge como uma das principais alternativas para superá-las.

Desde aquela empresa com uma vasta experiência no mercado até aquela que abriu as portas recentemente, todas estão sujeitas a dificuldades financeiras.

As finanças de uma empresa têm o potencial de alavancar os seus resultados ou de levar um negócio à falência.

Dessa maneira, é de extrema importância que toda empresa busque implementar boas práticas financeiras em seu dia a dia. Tal hábito se faz indispensável, principalmente em períodos de crise.

Portanto, continue acompanhando este artigo para descobrir do que se trata a reestruturação financeira e como o BPO pode ajudar a replanejar as suas finanças. Vamos?

O que é reestruturação financeira?

A reestruturação financeira se apresenta como um processo de extrema importância para toda empresa que deseja ter um maior controle sobre as suas finanças.

Sendo assim, o seu conceito, aplicado dentro de um negócio, nada mais é que um ajuste em toda a estrutura de capital. Com isso, uma empresa passa a ter um melhor controle financeiro contábil sob seus processos.

Ou seja, trata-se de uma transformação profunda na estrutura de uma empresa, visando a sua sustentabilidade diante de um cenário complexo.

Nesse momento, é importante buscar respostas a perguntas como:

  • Qual a lucratividade da operação?
  • Qual a proporção de capital de terceiros x capital próprio empregado nas operações?
  • Qual o giro dos estoques?
  • Qual o ponto de equilíbrio (mínimo) de vendas a ser atingido?
  • Qual o nível de inadimplência atual? qual a taxa de sucesso na recuperação de seu recebível dado como “perdido” ou de difícil recebimento?
  • Quanto custa a estrutura fixa da empresa?
  • Qual o capital de giro?
  • Qual o seu EBITDA?
  • Qual o custo financeiro do capital de terceiros?
  • A empresa ganha dinheiro no giro ou na margem?

A sua importância se dá em vários aspectos. Desde aqueles relacionados com o caixa de uma empresa até o que se refere à sua gestão e legislação.

Desse modo, além de controlar melhor as suas finanças, uma empresa consegue ficar em dia com todas as suas obrigações.

A reestruturação financeira tem como objetivo assegurar a saúde de um negócio mediante um cenário desafiador. Lembre-se: o comportamento do empreendedor em situações de extrema dificuldades determina como a sua empresa sairá desse momento.

No entanto, é comum se questionar como fazer uma reestruturação financeira dentro de um negócio. Acompanhe a seguir quais são os passos para manter a sua empresa saudável.

Como aplicar a reestruturação financeira na minha empresa?

Reestruturar as finanças de um negócio não é um processo que acontece do dia para a noite. É preciso muita disciplina e organização por parte dos empresários.

Desse modo, é necessário fazer uma profunda análise do seu negócio, identificando tudo aquilo que vêm dando certo ou não. O intuito é implementar as mudanças necessárias para que assim seja possível alcançar os resultados esperados.

Portanto, conheça a seguir quais são os passos que devem ser seguidos para que a reestruturação financeira seja feita da maneira correta.

Faça um diagnóstico da sua empresa

É fundamental, em uma reestruturação financeira, fazer um diagnóstico das áreas financeiras e operacionais do negócio.

Ou seja, o diagnóstico responderá perguntas relacionadas com os seus ativos e passivos, contratos com fornecedores e os meios para precificar os seus serviços. Além de indicar aspectos operacionais como os sistemas utilizados para processamento das informações, tempo de atualização das informações gerenciais, custo de pessoal diretamente envolvido nos controles financeiros.

A partir deste levantamento, é possível fazer tanto um diagnóstico financeiro como empresarial. O foco é identificar tudo o que tem impactado o fluxo de caixa e qual é a capacidade de geração de caixa da empresa.

Controle do fluxo de caixa

Fazer uma análise no fluxo de caixa também é um fator fundamental para a reestruturação financeira.

Dessa forma, faça um controle, como também uma previsão de todas as movimentações financeiras de uma empresa. Ou seja, todas as entradas e saídas de dinheiro dentro de um determinado prazo.

Essa análise é de extrema importância, pois permite identificar o momento atual de uma empresa e como ela deve lidar com os próximos meses. Importante incluir os tributos e eventos especiais, como o pagamento do 13o salário dos funcionários e programação das férias.

Ou seja, é possível avaliar se agora é o momento de fazer uma injeção de recursos financeiros ou se o momento exige esperar.

Realize projeções financeiras

Falando em projeções financeiras, precisamos ressaltar que essa prática desempenha um papel essencial na sobrevivência de uma empresa.

Desse modo, é possível identificar como o seu negócio pode se comportar diante de diferentes realidades.

Essa prática permite se planejar para os próximos meses, identificando como as mudanças implementadas podem impactar nos resultados.

Considere todos os riscos

O processo de reestruturação exige que uma empresa considere todos os riscos envolvidos em momentos de dificuldade.

Ou seja, é preciso ser realista e identificar todas as possibilidades do seu negócio não ter caixa suficiente para lidar com uma crise financeira.

Sendo assim, é possível identificar se agora é o momento de contratar crédito no mercado para que não seja preciso fechar as portas de vez.

Faça a gestão de caixa

Momentos de crise são marcados por quedas no faturamento e diminuição do dinheiro no caixa das empresas.

Desse modo, é indispensável que todo negócio busque administrar o dinheiro que está disponível no caixa. Controlar as suas finanças e, assim, garantir o capital de giro necessário para manter a sua empresa de portas abertas se torna crucial.

Busque reduzir os seus custos

Independentemente do momento que uma empresa se encontra, seja em situações estáveis ou de crise financeira, a redução de custos é fundamental.

Portanto, faça uma análise de todas as suas despesas, identificando as fixas e variáveis, e procure reduzir todas aquelas dispensáveis.

No entanto, faça reduções estratégicas, de forma que não influencie no desempenho de outros setores da empresa.

A importância de um BPO Financeiro em uma reestruturação financeira

Um dos maiores desafios de uma reestruturação financeira é a falta de conhecimento técnico para lidar com os processos financeiros e contábeis de uma empresa.

Dessa maneira, o BPO Financeiro se apresenta como uma excelente alternativa para as empresas que desejam um melhor controle das suas finanças.

Ou seja, o ato de terceirizar o setor financeiro para uma empresa especializada no assunto é uma das melhores alternativas para reerguer um negócio.

Benefícios de optar pelo BPO Financeiro

São inúmeros os benefícios do BPO Financeiro no processo de reestruturação financeira. Entre eles, podemos destacar, principalmente, a oportunidade de manter o foco no desenvolvimento de serviços de uma empresa, enquanto as suas finanças estão nas mãos de profissionais especializados no assunto.

Terceirizar o financeiro da empresa é uma ótima opção para melhorar a rotina, além de auxiliar a empresa em suas estratégias e otimizar processos e recursos.

Os benefícios vão além de não ter que arcar com os gastos de um departamento interno, contar com uma terceirização financeira faz com que o departamento contábil da empresa fique nas mãos de profissionais especializados na área.

Além de otimizar o trabalho de uma empresa, a terceirização do setor financeiro auxilia em uma melhor estrutura financeira.

Como funciona o processo de BPO Financeiro

Para realizar os registros e controles do Financeiro será necessário que a empresa passe a encaminhar apenas algumas informações do contas a pagar e receber, pois a maioria destas informações são captadas de forma online e já carregadas no sistema, como por exemplo as notas fiscais de compra e extratos bancários. Aquilo que não for possível a captura digital o encaminhamento da foto do documento basta para que se possa efetuar o registro.

Todas essas informações financeiras serão controladas e disponibilizadas para sua empresa de forma online.

Além de lançar todas as contas a pagar e receber, pode-se optar pela emissão dos boletos e notas fiscais, realização das conciliações bancárias (verificar tudo o que entrou e saiu da conta da empresa), preparar as informações financeiras para integração 100% automatizada com a contabilidade.

Assim que tudo estiver registrado e controlado, você poderá analisar as informações acessando os relatórios de fluxo de caixa, contas a receber e a pagar, clientes inadimplentes através de qualquer equipamento com acesso à internet de forma rápida e simples, para que haja foco na Gestão e sucesso da sua empresa economizando tempo e custos no controle operacional e financeiro. 

Os relatórios de Fluxo de Caixa diário, mensal e projetado, bem como a DRE gerencial disponibilizados, irão lhe proporcionar a tomada de melhores decisões baseadas em informações financeiras reais e atualizadas.

Portanto, não pense duas vezes ao contar com um serviço especializado em BPO Financeiro para auxiliar sua empresa na reestruturação financeira. Entre em contato conosco para saber como nós podemos ajudar a sua empresa.

Não deixe também de acessar o nosso blog para conferir outros conteúdos como que você acabou de ler!

Compartilhe:

Posts

Open chat
Olá, em que podemos ajudar? Fale conosco pelo WhatsApp!